A queratoplastia por condutividade (ou CK - Conductive Keratoplasy) utiliza ondas RF (rádiofrequência) de baixa energia para remodelar a córnea do paciente, sendo prescrita para correcção de hipermetropias.

No decurso do procedimento, a córnea é cuidadosamente 'moldada' nos pontos determinados pelo oftalmologista, alterando a respectiva curvatura e, consequentemente, propriedades refractivas.

Contrariamente aos processos baseados em LASER (LASIK, PRK), não há remoção de tecidos e o processo demora alguns minutos.

Convenções:

ver todos