Inlays Intracorneanos (Kamra)

É uma alternativa para a ”correcção da presbiopia” aplicável em alguns pacientes, que consiste em implantar, na espessura da córnea, um dispositivo em forma de anel (lentículo) perfurado capaz de melhorar a acuidade visual para perto. Utilizamos o Laser de Femtosegundo, criando uma bolsa (“Pocket”) ou um retalho (“Flap”), introduzindo no seu interior o referido lentículo.

Trata-se de um micro-disco circular com uma pequena abertura central (1,6 mm). A parte opaca possui cerca de 8.500 micro-perfurações para permitir uma boa oxigenação e manter a córnea saudável.

Este “Inlay” é implantado na espessura da córnea, dentro de uma bolsa “pocket”, criado pelo Laser de Femtosegundo, num procedimento cirúrgico rápido e indolor. Quando implantado na córnea no eixo visual, a pequena abertura no centro, concentra os raios visuais, que ao chegar à retina estão mais focados. Assim,a visão intermédia e perto é melhorada sem necessidade de óculos.

Este dispositivo já é usado há cerca de 8 anos com a marca CE.

Esta cirurgia pode ser feita em pacientes emetropes (sem graduação) e também nos míopes ou hipermetropes (iLasik + Acufocus Kamra).

CK - Queratoplastia por Condutividade

A queratoplastia por condutividade (ou CK - Conductive Keratoplasy) utiliza ondas RF (rádiofrequência) de baixa energia para remodelar a córnea do paciente, sendo prescrita para correcção de hipermetropias.

No decurso do procedimento, a córnea é cuidadosamente 'moldada' nos pontos determinados pelo oftalmologista, alterando a respectiva curvatura e, consequentemente, propriedades refractivas.

Contrariamente aos processos baseados em LASER (LASIK, PRK), não há remoção de tecidos e o processo demora alguns minutos.

Anéis Intra-Corneanos

O anel intra-corneano era uma técnica cirúrgica rotineira para correção de erros refrativos como miopia, hipermetropia e astigmatismo.

Actualmente, o anel intra-corneano é utilizado como coadjuvante no tratamento do QUERATOCONE, facilitando a possibilidade de adaptação de uma correcção óptica. Esta técnica consiste na implantação de uma prótese de acrílico no estroma corneano de modo a alterar a curvatura da córnea na quantidade necessária para a correção que se deseja obter.

Esta é uma técnica reversível, que pode ser ajustada em caso de correção inadequada, através da troca da prótese, óculos ou lentes de contacto.

O anel poderá ser removido em qualquer época sem prejuízo para saúde da córnea. Quando necessário, o transplante da córnea pode ser realizado.

Queratoplastia

Substituição do tecido corneano, alterado na sua transparência, por outra córnea, proveniente de um dador.

Outras patologias, como o queratocone, as ectasias corneanas, úlceras da córnea ou perfurações (entre outras), contituem motivo para uma queratoplasia.

Existem diversos procedimentos, nomeadamente:

  • PK (queratoplastia penetrante total)
  • DALK (queratoplastia lamelar anterior)
  • DSAEK (queratplastia endotelial)

O seu oftalmologia aconselha-lo-à sobre o procedimento mais indicado para o seu caso.

Convenções:

ver todos